Como é possível a Agrofloresta produzir até 80 toneladas de alimentos por hectare, com custo mais baixo e ainda melhorando o solo?

Sistema Agrofloresta Implantando com Hortaliças

A natureza é sem dúvida surpreendente!!! Como é possível a agrofloresta produzir até 80 toneladas de alimentos por hectare (ou 8 kg por metro quadrado, anualmente), com baixo custo e ainda melhorando o solo? Se comparado ao sistema convencional de produção.

Com um sistema de monocultura irrigada com pivô, sistema de alta tecnologia e caríssimo, com rotação de culturas é possível atingir no máximo 15 toneladas de Soja, milho e feijão em um hectare por ano, onde além de água vão toneladas de adubos químicos (fertilizantes) e agrotóxicos (defensivos agrícolas), solo perdido por erosão, aquecimento do local, compactação e impermeabilização do solo, prejudicando a recarga dos lençóis freáticos, as margens dos rios e a qualidade da água.  E se não utilizarmos pivô e plantio rotacionado essa média de produção desce para de 2 a 5 toneladas.

Além da produtividade (produção por área) a qualidade dos alimentos produzidos são muitos diferentes entre os dois sistemas. Na Agrofloresta é possível trabalhamos com alimentos de maior valor agregado como tubérculos, frutas, castanhas, plantas medicinais, grãos, cereais, hortaliças e até madeira.

Agora, vamos fazer uma continha com base no modelo que utiliza os princípios  e dinâmicas da sucessão natural e da estratificação. Só por alto para lembrar:  O princípio da sucessão permite que se produza diferentes tipos de plantas em uma única área de acordo com seu ciclo de vida (tempo). A estratificação permite a otimização da captação de luz (fotossíntese) considerando as diferentes necessidades por luz e a arquitetura de cada planta.

Produção Agrofloresta por hectare

Produção Agrofloresta por hectare 80 Toneladas

Considerando 1 hectare de agrofloresta: Onde o espaçamento entre os canteiros (linhas) de frutíferas são de 5 metros entre si e largura de 1 metro. Que entre cada canteiro (linha) de frutífera há 3 canteiros de 1 metro cada para as culturas anuais (roça).

Produção Agrofloresta por hectare

Produção Consorciada por hectare/ano. A partir do ano 4 pode se ter as produtividades abaixo. Mas calma, não precisa esperar 1, 2, 3, até 20 anos para começar a colher! Dependendo do desenho do seu SAF é possível colher a partir do primeiro mês.

Culturas perenes / ciclo médio e longo/ pioneiras e secundárias – extrato arbóreo médio / extrato arbóreo inferior:

  • Banana espaçamento 3×5 –> 630 Bananeiras/ ha –> 20 kg/pé —> 12.600 
  • Limão espaçamento 3×5 –> 630 limoeiros/ ha —> 100 kg/pé —> 6.300 
  • Café espaçamento 2 x 5 —> 1.000 pés de café/ha —> 0,7 kg/pé —>  700
  • Abacate espaçamento 10x5m —>  200 abacateiros/ha —> 100 kg/pé —> 2.000
  • Mamão espaçamento 3×5: —> 630 mamões/ha —> 40 kg/pé —> 25.200

Culturas anuais / ciclo curto / Roça / Placenta – Extrato herbáceo / extrato arbustivo:

  • Mandioca: espaçamento 1.5 x 1—> 6.000 manivas/ha —> 4 kg/pé —> 24.000
  • Milho verde: espaçamento 1.5 x 0.5 —> 12.000 pés/ha —>0.3 kg/espiga —> 4.000
  • Feijão: espaçamento 1.5 x 0.5 —> 36.000 pés/hectare —> 0.011/pé —> 396

Total Culturas anuais + perenes —> 62.608 kg/hectare/amo

Olericultura (hortaliças, legumes e vegetais) / Placenta – Extrato herbáceo: 

Vamos considerar um consórcio bem simples e já difundido e que o 1 hectare (10 mil m2) dessa agrofloresta seja dividido tenha 100 metros de largura e 100 metros de comprimento. Isso dá 20 linhas de canteiro de frutíferas + 54 linhas de canteiros de roça —-> 54 linhas de 100 metros = 5.400 m2 de canteiros para nossas hortaliças. Como elas tem o ciclo curto e são bianuais (é possível plantar e colher duas safras por ano) temos:

  • Rúcula: 12 pés/m2 —> 24 pés/ano —> 0.04 kg/pé/ciclo de plantio —> 5.184
  • Alface: 5 pés/m2 —> 10 pés/ano —> 0.2 kg/pé/ciclo de plantio —> 10.800
  • Couve-Flor ou repolho: 4 pés/m2 —> 8 pés/ano —> 0.5 kg/pé/ ciclo de plantio —> 21.600

Total da olericultura —> 37.584 kg/hectare/ano

Total Culturas anuais + Perenes + Oleiricultura = 100.192 kg/hectare/ano (100 toneladas) 

Considerando 20% de perda ————> 80 Toneladas comida/ hectare/ ano.

Consideramos aqui um consórcio de hortaliças e verduras utilizadas em muitos desenhos de SAF sintrópicos, como o sistema FILHO, recém lançado pela Embrapa (Sistema Filho: fruticultura integrada com lavouras e … – Infoteca-e), baseado no modelo desenvolvido pelo pesquisador Ernst Götsch no Sítio Semente em Brasília. Você pode conhecer réplicas desse sistema em várias cidades e estados brasileiros.

Veja um croqui ou uma planta baixa e um desenho de corte transversal do modelo de SAF para entender como a estratificação possibilidade essa variedade de consórcios. Trata-se do aumento da eficiência no aproveitamento da luz. Uma máquina de fotossíntese. É como se ao invés de plantar apenas em área plana o plantio fosse feito em vários andares (extratos) de um prédio (floresta). O manejo e as podas vão influenciar muito na dinâmica e nesses resultados.

Produção Agrofloresta Tonelada por hectare

A independência de adubação e correção anual do solo dá-se principalmente pelo manejo de podas e com a cobertura de solo, que além de produzir uma terra de qualidade química, física e biologicamente falando, retém água, matéria orgânica, acaba com problemas de erosão e promove a infiltração de água (poupança de água) e a recarga dos lençóis freáticos.

A biodiversidade promove o equilíbrio biológico e elimina a necessidade de aplicação de defensivos químicos (agrotóxicos).

As condições climáticas do local de plantio (microclima) favorecem a saúde das plantas, não as expondo a estresses por excesso de insolação, ventos e variações bruscas de temperatura. E ainda a evapotranspiração das plantas promove a chuva.

Aqui está nossa vocação como um país florestal. Nação da abundância de água e biodiversidade. A oportunidade de geração de renda e valor para todo o mundo.  Esse é o modelo “Apple” de produção.

A resposta bem resumidamente é  simples: Menos custo de produção com insumos, mais produtos em volume e qualidade, maior valor agregado, maior diversidade de produtos e consequentemente menos risco na hora da venda.

Vale lembrar uma coisa: Apesar desses índices de produtividade variarem de acordo com o clima, região, solo, quantidade de tempo e recursos para investir, intensidade do manejo, os sistemas agroflorestais (a lógica da sucessão e estratificação, consorciação e outros princípios) podem ser implementados praticamente em qualquer lugar ou bioma do mundo).

Espero ter te auxiliado a entender um pouco mais a lógica das agroflorestas sintrópicas.

Agora eu lanço um desafio ao mesmo tempo uma ajuda para você. Topa? Imagine que você tenha implementado esse sistema no seu sítio, chácara, fazenda, até mesmo no quintal. Produzindo esse cardápio que detalhamos acima, qual seria a receita bruta com a safra de um ano? Nem precisa calcular como preço de orgânicos, pode ser os preços de mercado de alimentos convencionais e nos diga qual seria a sua receita bruta total!

Agradecidos pela oportunidade de trocar essas idéias!

Há braços!

Agrofloresta do Futuro

47 Comments

      1. OiJoaquim, costumo ir mensalmente em Socorro pois tenho avó e familia lá, gostaria bastante de conhecer essas pessoas ou sitios que estejam desenvolvendo agrofloresta por la! Se puder me passar o contato, gratodao!!

        Curtir

    1. SOU FISCAL DE DEFESA AGROPECUARIA, ENGENHEIRO AGRONOMO, E AFIRMO QUE ESTE SISTEMA É O ULTIMO RECADO DA PESQUISA PARA OS AGRICULTORES. APRENDA SINTROPIA COM O ERNEST, VOCE VAI SE SURPREENDER. MAIS PESSOAS NÃO SIGNIFICA SEMPRE MENOS LUCRO, FAÇA AO MENOS UM PILOTO NA SUA PROPRIEDADE E AS CONTAS, VOCÊ VAI SE SURPREENDER DE VERDADE. NÃO TENHA MEDO.

      Curtir

      1. http://www.proflorestas.com.br MDL against climate change and global hunger seeks multifunctional partners for Treecoin and tree identification drones and forest inventory watch videos on the site and review (available for download) the 1000 Plan

        Desejo Agroflorestar desbragadamente integrando com as florestas e reflorestas novas, sorvedouros naturais de carbono, MDL`s contra mudança climática e fome global. Levo o financiamento de 100% das necessidades se unidos, vale para todas as propriedades e Municípios. Não tenho fins lucrativos apenas desejo olhar as futuras gerações. Contato Skype Proflorestas wats 47 988582144 ou 47 30317579 depois das 21:00 perguntem a vontade.

        ________________________________

        Curtir

  1. O problema, dentro dos termos atuais econômicos, isso é, dum sistema capitalista com alta concentração de terras e capital, é que a agrofloresta é muito mais intensiva em mão de obra, representando assim uma lucratividade menor para o dono da terra, mesmo que com produtividade maior.

    Curtir

      1. No sítio Semente são 8 funcionários se não me engano para 6 hectares, com cada hectares rendendo uma média de 300 mil ao ano, segundo estudo da UNB e embrapa

        Curtir

    1. Isso não é verdade… É necessário mais.mao de obra mas o lucro é infinitamente maior proporcionalmente… Mas certamente exigirá mais habilidade com pessoas por parte do agricultor, o que em agricultura familiar não se faz tá necessário, uma vez que a mão de obra é da própria família…

      Curtir

  2. Acho engraçado alguns comentários negativos. Se alguém tiver dúvidas, isso é ótimo, basta tentar na prática, aí se fizer tudo direitinho e de fato não der certo, aí posta aqui os problemas e dificuldade. Viva Sintropia

    Curtir

  3. Olá, sou estudante de Agroecologia e achei o texto bem didático, valeu! Duas coisas: sabe me dizer se existe um sistema desse na região norte? E no início do texto diz que dependendo do desenho do SAF a colheita já pode ser feita no primeiro mês, pode me mostra ou indicar outro desenho com esse resultado de produtividade, por favor?

    Curtir

  4. Vc comece algum caso de sucesso em larga escala ou em pequena escala??? Que essa produções seja reais nas atuais condição que a maioria dos solos se encontra??? Acredito que isso que feito o resultados como dito acima aconteceria em situação onde os solos já estão bem estruturado e essa não é a realidade do Brasil!
    Um solo do padrão encontrado pelos nosso ancestrais quando abriram as florestas…. Ou seja uma realidade bem diferente da nossa…
    Para chegar a produzir essa quantidade ITS a long way!

    Curtir

    1. Existem muitos (muitos mesmo!) casos de sucesso no Brasil com a implementação de sistemas agroflorestais e conceitos permaculturais.

      Inclusive não é necessário dispor de solo “bem estruturado”, ao contrário do que vc imagina, a implementação desses sistema é que possibilita a recuperação do solo e a regeneração da flora e da fauna locais!

      Compartilho dois vídeos da agenda Gotsch apenas pelo teor didático e pela qualidade da produção, mas saiba que o Brasil encabeça a lista dos países com maior número de projetos agroflorestais, existem projetos em todas as regiões, é só procurar!

      Curtir

  5. Ótimo material, bem esclarecedor para quem quer conhecer mais sobre agroflorestas e quem já está nessa área. Temos uma propriedade no baixo sul da Bahia com mais de 50 hectares implantados, consorciando frutas, especiarias, palmitos e madeira. Não incorporamos hortaliças e verduras nos sistemas, mas sim algumas culturas anuais. Para conhecer melhor o que fazemos: http://www.sucupiraagroflorestas.com. Saudações agroflorestais.

    Curtir

  6. Gostaria de obter a referência desses números apresentados. Soube que houve uma coleta de dados no sítio Semente, mas gostaria de obter a publicação oficial onde esses números foram gerados, isso dará mais validade ao argumento. Sem a fonte, o belo artigo corre o risco de passar como mera produção de conteúdo. Sou agroflorestor e educador em SAFs e sinto esse ponto muito sensível nos artigos da internet! Grato, saudações a todos!!!

    Curtir

  7. Os ganhos não esta, em valores reais ´dinheiro´ e sim na satisfação, na alegtia de estar num habiente saudável em harmonia com todos os seres vivos, quem ganha é a nossa casa maior o nosso PLANETA.

    Curtido por 1 pessoa

  8. Bom dia.
    Gostei muito do material, gostaria de aprender mais sobre para implantar no meu sitio.
    Tem algum sistema desse funcionando em Santa Catarina já? Vocês teriam algum material informando mais sobre implantação do sistema na região de Santa Catarina (meio oeste mais precisamente)?
    Obrigado pela atenção.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s